Farm Derm
Atendimento Whatsapp

Pedidos
 Onde Comprar

Saiba onde adquirir nossos produtos.
Visite nossas lojas!  Filiais

Informe-se com a Farma Derm.

Sete cuidados para quem tem alergia de pele.

 

O eczema é o nome dado a um grupo de condições em que a pele fica irritada ou inflamada, que também é conhecido como dermatite atópica. Entre os principais sintomas estão coceiras, erupções e descamação. De acordo com a Associação de Apoio à Dermatite Atópica, estudos mostram que a incidência da doença tem aumentado, afetando entre 10 e 15% da população. O problema pode atingir crianças e adultos. Embora o eczema possa se assemelhar a alguma condições infecciosas da pele, ele não é contagioso.

Um passo importante para quem sofre de irritação crônica de pele é identificar quando e porque ocorre a coceira. Depois de verificar esses fatores, é preciso estabelecer o autocontrole. Quem se coça sabe que a resposta natural a uma coceira é se coçar. Toda vez que a vontade aparecer, indica-se fechar o pulso por 30 segundos e pensar em algo agradável e tranquilizante. Se o desejo não passar, uma leve beliscada no local deve aliviar. Outra dica: ter unhas curtas é a maneira mais simples de limitar o dano na pele causado pela coceira.

A proteção contra os efeitos prejudiciais dos raios UVA e UVB precisa ser reforçada em quem tem alergia de pele. Para evitar uma reação alérgica, pessoas com a pele sensível devem testar o protetor solar em uma pequena área do braço, antes de espalhá-lo pelo corpo todo. Sombra e roupas de algodão podem ajudar a refrescar. Sabe-se que o calor excessivo pode desencadear crises de eczema e que a transpiração pode exacerbar a coceira.

Mar ou piscina podem piorar os sintomas do eczema. Para evitar reações, o ideal é utilizar um creme aquoso antes de entrar na piscina. No caso do mar, indica-se banho com água morna para remover o sal e a areia e aplicar emoliente em seguida para acalmar a pele. Banho com água quente é contraindicado porque pode ressecar ou irritar a pele.

O ambiente doméstico pode hospedar muitos gatilhos para o aparecimento do eczema. Entre os principais inimigos da alergia estão os ácaros, produtos de limpeza, aromatizantes e pelos de animais. A mudança de hábitos pode ser necessária para evitar problemas. Limpar o ambiente, evitar carpete, utilizar persianas no lugar de cortinas, trocar roupas de cama com frequência e manter os cômodos arejados são atitudes ideais.

A roupa tem um papel muito importante na vida de quem tem alergia de pele. Lã e fibras sintéticas podem provocar irritação. Assim como roupas apertadas, que friccionam a pele e fazem o corpo transpirar. Nesses casos, é preferível usar algodão e tecidos mistos de algodão. Eles mantêm o frescor e permitem a respiração da pele. A utilização de sabões não biológicos para lavar as roupas também é uma prática indicada.

Saber há sensibilidade ou intolerância a algum tipo de alimento é essencial para os alérgicos. Dependendo do caso, a alergia pode desencadear uma reação imediata ou aparecer entre seis e 24 horas depois. Entre os principais sintomas estão coceira na pele e nos olhos, vermelhidão, inchaço, irritação. Além disso, pode haver também dor de estômago e diarreia. Trigo, leite e amendoins são os alimentos mais relacionados a esse tipo de sensibilidade.

Situações estressantes podem agravar a alergia de pele. Acredita-se que os hormônios do estresse suprimam o sistema imunológico, que pode levar a uma crise de eczema em pessoas que já têm essa pré-disposição. Pesquisas sugerem também que o estresse prejudica a produção de sebo, diminuindo assim a eficiência da barreira cutânea. Controlar os fatores externos e internos que o fazem se sentir estressado podem evitar o problema.

Fonte: VEJA ON LINE .